Hipotireoidismo gera o ganho de peso? Veja o que pode te ajudar.

Hipotireoidismo pode sim estar associado ao ganho de peso, porém, apenas quando não tratado.

hipotireoidismo e tireoide.

Hipotireoidismo gera o ganho de peso, porém, apenas quando não tratado. A partir do momento que você é diagnosticado e da inicio ao tratamento para a regularização hormonal, tanto seu metabolismo como seu peso tendem a voltar ao normal.

Dai em diante, você é o responsável pelo ganho de peso. Culpa dos seus maus hábitos de vida, do sedentarismo e de uma alimentação inadequada.

Hipotireoidismo gera o ganho de peso?

imagem ilustrando uma mesma mulher magra e gorda

Até que você inicie o tratamento, o hipotireoidismo pode gerar o ganho de peso vez que a  diminuição dos hormônios da tireoide força o organismo a impor um estado de “economia”.

Quando você entra nesse estado, a primeira reação do seu organismo é a diminuição do seu metabolismo, que leva a um aumento na sensação de cansaço. Que por sua vez diminui a vontade de realizar qualquer atividade do seu dia a dia.

Você começa a se sentir tão cansado que só pensa em descansar, dormir e comer, contribuindo cada vez mais para o aumento no peso, tanto pela maior ingestão de alimentos (calorias), quanto pela diminuição do gasto calórico.

Porém, depois ter dado inicio ao tratamento seus níveis hormonais tendem a retornar ao normal, melhorando seu metabolismo e seu “ânimo”, não havendo mais qualquer influência sobre no ganho de peso.

Se você continua engordando mesmo depois da regularização da tireoide você precisa avaliar seu estilo de vida. Está praticando atividades físicas de forma regular? Se alimentando de forma adequada? Dormindo de forma adequada? Como esta seu final de semana, tem chutado o balde?

Alimentação e Hipotireoidismo – Quais alimentos podem te ajudar?

O hipotireoidismo pode estar relacionado a deficiência de alguns minerais como o selênio, o iodo, entre outros, sendo estes diretamente associados a saúde da sua tireoide. Além da tireoide, essa diminuição hormonal também está relacionado à constipação intestinal e a problemas digestivos (desconforto, inchaço).

Com isso, alguns cuidados com a inclusão de determinados alimentos / nutrientes são de grande valia para quem tem o hipotireoidismo.

Alimentos que podem ajudar:

  • Castanha do Pará (castanha-do-brasil) – Consumir algo próximo a 2 Un./dia – É uma ótima fonte de selênio.
  • Sal – Atenção! Não é para você aumentar a quantidade de sal na comida, apenas garanta que o sal que você for utilizar contenha iodo em sua composição.
  • Adequar o consumo de líquidos e fibras (frutas e vegetais) – É comum quadros de constipação e lentidão intestinal.
  • Caso o hipotireoidismo ocorra por uma doença autoimune (Tireoidite de Hashimoto), tenha cuidado com intolerâncias alimentares e a sensibilidade ao glúten.

Cuidados com a perda de peso e dietas muito restritivas:

Em relação a busca pela perda de peso, é necessário tomar um cuidado a mais com dietas muito restritivas. A baixa ingestão de calorias pode gerar quadros de hipotireoidismo, afetando diretamente o metabolismo, e a eficácia do tratamento.

Dietas extremamente restritas tendem a diminuir o gasto energético diário do organismo, facilitando o reganho de peso, e piorando o quadro de hipotireoidismo. Mas entenda, isso acontece nos extremos, quando feita um dieta com baixa restrição calórica, isso não acontece.

E mesmo com cuidados a mais, e essencial que as pessoas com excesso de gordura percam peso! O aumento no cuidado não pode ser utilizado como desculpa para não emagrecer!

Revisão Técnica:

Mostrar o responsável técnico.

Pedro Miguel – Nutricionista; Membro ISAK.