Os melhores alimentos para o fortalecimento dentário

A boca e a alimentação possuem uma forte relação de impacto mútuo, que beneficia todo o organismo. Enquanto a saúde bucal é fundamental para a mastigação e a absorção dos nutrientes, existem inúmeros alimentos para o fortalecimento dentário.

Esse impacto da nutrição é tão grande que o consumo em excesso de comidas processadas durante a primeira infância pode fazer com que os dentes permanentes nasçam tortos, encavalados, manchados e enfraquecidos.

Isso porque a mastigação de alimentos mais complexos, como a maçã e a cenoura, ajuda no processo de esfoliação dos dentes de leite e na reabsorção das raízes no momento adequado. Esse processo atua na formação da arcada dentária e na oclusão do paciente.

No entanto, a influência da nutrição na saúde bucal pode ir muito além da infância.

A influência dos alimentos na saúde bucal

Uma alimentação balanceada – rica em frutas e legumes – pode ser uma forte aliada no combate a doenças, no controle do peso e na fortificação de todo o corpo. E é claro que com os dentes não poderia ser diferente.

Assim como a integridade e a funcionalidade dentária são cruciais para o bom funcionamento do aparelho estomacal e do processo de absorção de nutrientes, os alimentos que ingerimos auxiliam no fortalecimento dos dentes, na melhora da saúde das gengivas e até na eficácia do processo de cura dos tecidos bucais.

No entanto, o consumo exagerado de doces, açúcares e produtos industrializados propicia a ação bacteriana, causando a formação do biofilme oral, tártaro, cáries e inflamações gengivais.

Inclusive, esses alimentos são os maiores responsáveis por quebras no aparelho ortodôntico, que causam atrasos no desenvolvimento do tratamento e machucados nos tecidos moles da boca.

Além disso, a cavidade bucal sente diretamente as consequências de dietas pobres em vitaminas e minerais, como o ferro e a vitamina D. Essa deficiência podem gerar sintomas como:

  • Mau hálito;
  • Sangramentos gengivais;
  • Inflamação das papilas gustativas;
  • Dificuldade de cicatrização;
  • Enfraquecimento das estruturas de sustentação do dente;
  • Descalcificação dentária.

Enquanto isso, as bebidas ácidas e com muito corante mancham o esmalte dentário e atrapalham os resultados de procedimentos estéticos, como o clareamento dental e a lente de contato odontológica.

Os melhores alimentos para ter dentes mais fortes

Ao mesmo tempo em que ouvimos falar sobre as comidas que prejudicam os nossos dentes e causam doenças bacterianas, quase ninguém menciona os benefícios que certos alimentos podem trazer para a fortificação da saúde bucal.

Assim, separamos alguns alimentos que devem ter prioridade nas próximas compras.

  1. Laticínios

Especialmente os pacientes que possuem um implante dentário sabem da importância, para a estruturação dental, de ter ossos maxilares resistentes. 

Apesar de não ser um tecido ósseo, os dentes também são formados por cálcio, fósforo, ácido láctico, entre outros minerais.

Todos esses nutrientes podem ser encontrados em abundância nos alimentos provenientes do leite. 

Mais ainda, comidas como os iogurtes, a manteiga e os queijos ajudam a diminuir a acidez bucal e a proteger o esmalte dentário.

  1. Alimentos fibrosos

As comidas ricas em fibra, como o brócolis, a couve e o grão de bico exigem a mastigação por mais tempo e aumentam a produção salivar que protege os dentes das bactérias cariogênicas.

Além disso, elas ajudam a remover os resquícios alimentares da superfície dental, colaborando com a higienização bucal – ainda que de forma alguma substitua a escovação.

  1. Castanhas

A castanha do Pará, além de deliciosa, pode ser o melhor lanche entre as refeições, uma vez que além de saudável e rica em nutrientes benéficos ao corpo, os seus óleos naturais formam uma película de proteção ao redor dos dentes e evita que microrganismos se fixem ali.

  1. Peixes

Enquanto os ossos e os dentes necessitam de cálcio, é a vitamina D quem é a principal responsável pela fixação desse mineral nos tecidos.

Nesse sentido, os peixes, além de serem fartos em ambas as vitaminas, ainda são fonte de ômega 3 que previne o acometimento por problemas periodontais e outras doenças gengivais, sendo bastante benéfico para a saúde bucal.

  1. Água

A recomendação básica é de que os pacientes que tenham colocado a lente de contato dental ou clareamento devam beber um copo de água após o consumo de vinhos, refrigerantes, café ou chocolates.

Isso porque ela ajuda na prevenção dos danos que o corante alimentar pode causar no tratamento. Contudo, esse conselho pode ser muito válido para todos os pacientes.

A água é fundamental para manter a aparência e a saúde dos dentes. Ela remove as partículas alimentares, estimula a produção salivar, protege os dentes da ação bacteriana e ainda previne a incidência do mau hálito.

Inclusive, a hidratação é bastante vantajosa para auxiliar na redução de inflamações gengivais em pacientes que utilizam o aparelho dentario.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.